Afinal, por que temos que morrer?

Hoje morreu a mãe de uma pessoas que gosto muito e isso me fez refletir um pouco sobre a vida e a morte.

Gostaria de dedicar esse texto a Dona Dirce Vitta e seus familiares.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Afinal, por que temos que morrer?

A morte é o unico acontecimento previsto para todo ser humano, mas nunca uma coisa esperada.
 Temos compromissos com a vida e com as pessoas, combinamos de jantar fora com os amigos, planejamos a viagem das férias do próximo verão, o dentista no próximo mês. Fazemos planos que não preveem a morte, pois de certa forma nos achamos imunes a ela, mas de repente, do dia para a noite, tudo pode acabar.

Mas e os filhos que você não viu crescer, os compromissos marcados que vc não poderá comparecer, o livro que ficou pela metade, o apartamento que acabou de comprar com o seu amor, o telefonema que deixou de dar para alguém que não vê há anos? O que  acontecerá com eles?

Eles simplesmente não acontecerão, pelo menos para você. Mas de alguma forma vc estará ali,  na memória dos amigos, nas fotos da sua casa, nos ensinamentos deixados aos seus filhos, nas lágrimas do seu amor, no coração da pessoa que não recebeu o telefonema. Alguém com certeza lerá o livro até o final para vc.

Passamos anos da nossa vida nos preparando para o futuro, tudo o que fazemos é pensando no amanhã. Estudamos a vida inteira para um dia entrar em uma boa faculdade, nos esforçamos para ter um bom emprego, almejamos conhecimento e cultura para nos tornarmos sábios e para educarmos nossos filhos, para que quando forem adultos também planejem um futuro promissor.

Juntamos dinheiro, praticamos esportes pensando na nossa saúde, pagamos pela nossa aposentadoria anos e anos, afim de uma velhice tranquila…… e muitas vezes não podemos desfrutar de nada.

Uma doença grave, um acidente de carro, uma metástase, uma bala perdida no meio de um assalto, ou até um erro médico. Coisas assim cortam o processo pela metade, colocam um ponto final no meio história.

Saímos de casa sem saber que podemos não voltar nunca mais, por isso deixamos tantas coisas para o amanhã, roupas sujas para lavar, contas para pagar. Na correria da vida nos esquecemos de dar um beijo de adeus, de dizer eu te amo, deixamos de pedir desculpas, de sentar para conversar, de ter tempo pra ficar de pernas para o ar.

Mas por que todos nós não podemos ter o privilégio de morrer tranquilamente, ser dor? Por que temos que ver as pessoas sofrendo na cama de um hospital? Por que temos que ler diariamente no jornal tantas notícias tristes, tantas tragédias?

Simplesmente por que são irônias do destino, pessoas no lugar errado, na hora errada, pessoas nas mãos erradas.  Acho que essa é a sensação dos familiares dos idosos que foram submetidos à eutanásia não desejada, nas mãos daquela médica de Curitiba; dos pais dos jovens que morreram carbonizados em Santa Maria, das pessoas que assistiram suas familias sendo soterradas pela falta de atenção do governo com a população.

Mas por que não morrer de forma digna? Por que não morrer ao lado da família sem sofrimento? Por que não morrer sob os devidos cuidados médicos? Por que não morrer aos 100 anos, dormindo?

A verdade é que Morrer, seja da forma que for, não tem a menor graça, para os que vão, pois deixam de apreciar a beleza de vida, e principalmente para os que ficam, que sofrem com as lembranças e a saudade. Ahhh se tivessemos o poder de impedir a morte!

Mas infelizmente não temos.

Por isso repense agora na sua vida, antes que seja tarde demais! Viva tudo que há para viver. 
De valor às pequenas coisas, não adie a resolução de um problema, não perca uma chance jamais… Perdoe.

Não deixe que a dor supere a vontade levantar. Busque diariamente  algo que te faça realmente feliz. Ame!

Tente ao máximo estar perto das pessoas te fazem bem e jamais esconda isso delas.  Dê um sentido verdadeiro à sua vida. Com certeza, se fizer isso diariamente, quando chegar a sua hora (mesmo que seja mais cedo do que o esperado), vc morrerá com a sensação de missão cumprida.

“Gostaria de dizer para você, que viva como quem sabe que vai morrer um dia, e que morra como quem soube viver direito.”  Chico Xavier

This entry was posted in GERAL. Bookmark the permalink.

7 Responses to Afinal, por que temos que morrer?

  1. Renata Buschini says:

    Bru, muito bom o texto, me fez refletir muita coisa sobre minha vida e com certeza na de quem o leu.
    Parabéns pelo blog.
    Rê.

  2. daniel prado says:

    Bruna, muito legal, mas isso deixa a gente muito triste, pois é a realidade, tem um poema do Pedro Bial, que se chama Protetor Solar, se ja nao viu veja é mt legal.

  3. bruna.mussolini says:

    Daniel, bom dia! Obrigada pelo post!
    Acabei de ler o texto do Bial novamente, e acho que segue uma linha bastante parecida de pensamento. Talvez tenha me inspirado nele sem querer, pois li este texto há alguns anos atrás.
    Realmente falar sobre a morte é muito triste, eu honestamente gosto de assuntos mais otimistas, mas acredito que fiz este texto mais como uma forma de reflexão.
    Hoje levamos uma vida tão corrida, que nos esquecemos de tirar um tempo para nós, e principalmente um tempo para doarmos ao próximo.
    Foi uma crônica escrita com o coração.
    Espero vê-lo sempre por aqui!

  4. bruna.mussolini says:

    Re, que bom saber que mesmo de longe, posso passar alguma coisa boa para vc ai!
    Já vivi um momento parecido com o seu, e acho que quando estamos em um país diferente, refletimos muito mais sobre tudo.
    Aproveita esse momento… vc guardará tudo isso com vc para o resto da vida.
    E voltará uma pessoa ainda melhor do que já é!
    bjos

  5. Juliana Peruzzo says:

    Pois é, à alguns dias atrás, li uma frase que me marcou:

    ” a vida perguntou à morte
    PORQUE É QUE AS PESSOAS ME AMAM E A TI TE ODEIAM?
    a morte respondeu,
    PORQUE TU ÉS UMA MENTIRA LINDA E EU, UMA VERDADE DOLOROSA…”

    Fato!

  6. Juliana says:

    Bru, adorei seu texto!!
    Aliás, sempre que dá acompanho seu blog: AMEI!!
    Sou eternamente grata por ter tido a honra de conviver com pessoas tão maravilhosas e que se foram, mas SEMPRE estarão comigo!! Na minha alma, no meu coração, na minha lembrança…

  7. Rita Veloso says:

    Bruna adoro ler os seus textos, voce coloca de uma maneira simples o que para mim, muitas vezes eh complicado, estou aprendendo muito contigo….continue assim, a ser esta pessoa iluminada e querida. Bjs, saudades

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>